Aviação & Segurança – Parte 4

E os acidentes de aviões… eles não são geralmente graves?

Existe um equívoco de que a maioria dos acidentes com aviões são graves. Na verdade, cerca de três quartos de todos os acidentes aéreos resultam em ferimentos leves ou quase inexistentes para o piloto ou passageiros. Tudo depende do tipo de acidente e como a aeronave foi conduzida na situação.

Assim como automóveis, certos tipos de acidentes são mais sérios. Uma colisão frontal de um carro é geralmente grave. Na aviação, acidentes relacionados ao mal tempo são geralmente os mais graves. “Arranhõezinhos” são muito mais prováveis. O equivalente dos “arranhõezinhos” na aviação talvez sejam os acidentes de pouso – eles geralmente acontecem em velocidade relativamente baixa, e as lesões (além das lesões no ego dos pilotos), não são muito comuns.

Um cenário típico seria um dia com ventos que não estão alinhados com a pista de pouso. O vento lateral fará com que a aeronave se desloque do centro da pista se o piloto não estiver fazendo a devida correção. Um pouso bruto pode geralmente causar danos na aeronave. Tais acidentes são facilmente prevenidos com o desenvolvimento e manutenção da proficiência para manusear a aeronave quando há ventos e também selecionando pistas de pouso que estão alinhadas com os ventos predominantes.

Veja abaixo as imagens de alguns pousos e decolagens com vento de través (crosswind) de várias aeronaves em SBGR (GRU – Guarulhos, São Paulo, Brasil).

 

Artigos, Vídeos , , , , , , , ,

Comments are closed.